Conheça os diferentes tipos de games de corrida

Não acho que seria correto chamar este post de “a evolução dos games de corrida”, pois como vocês verão abaixo, não se trata de uma evolução, e sim de etilos diferentes, onde alguns subsistem até hoje.

Na imagem temos uma prévia do game Project Cars, apresentada em 2012 para PC...
Na imagem temos uma prévia do game Project Cars, apresentada em 2012 para PC…

Sem entrar no mérito sobre a importância dos gráficos na diversão ou na jogabilidade em si, veremos claramente como os games de corrida mudaram desde os primórdios da década de 70 até os dias atuais, e quais são os ângulos de câmera e opções de jogabilidade adotados pelas produtoras.

Não deixe de conferir nosso post com os melhores jogos de corrida do Super Nintendo clicando aqui

Década de 70-80 até os dias atuais

A visão aérea é usada em diversos games de corrida até hoje, mas surgiu logo nos seus primórdios, em consoles como Atari e NES.

Além de não usar muito processamento dos consoles, era fácil de desenhar (carros só possuíam uma perspectiva e poucos detalhes) e ainda eram muito velozes.

Hoje a perspectiva ainda é usada em alguns games para Smartphones e tablets, apresentando gráficos incríveis na maioria das vezes.

Gosta de games com belos gráficos? Confira nosso especial com os jogos mais bonitos do SNES

Além da visão aérea, a maioria dos games já apresentava a famosa câmera fixa atrás dos carros (que apenas inclinavam para os lados) e um cenário que mudavam, simulando um 3D bem fictício).

vista aerea
Em um gênero que não ficou tão popular assim, tivemos as corridas com vista aérea, que ainda é usado em alguns games de celular.

O Side Scroller famoso do NES e do Master System

Outra perspectiva muito utilizada na década de 80 nos games de corrida foi a visão lateral, ou simplesmente a side- scloller. Os games eram focados muito mais na diversão do que em qualquer outra coisa, pois eram simples, cheios de obstáculos e outros objetivos.

Clique aqui e conheça os melhores jogos de SNES que quase ninguém jogou

corrida lateral
Aqui temos um gênero que parou na década de 80, que é a corrida em Side-scroll.

O “3D Fake” e a ilusão da década de 90

Logo com o lançamento do Mega Drive e do Super Nintendo, que traziam mais processamento e velocidade, os games de corrida passaram a trazer o 3D de mentira.

 Aqui tanto o cenário quanto os carros eram desenhados em diversas perspectivas, as quais ficavam sendo transpostas na tela, dando uma sensação de tridimensionalidade. Mas na verdade nada aqui era poligonal de verdade.

3d de mentira
Na imagem vemos o chamado “3D Fake” onde nada é em 3D de verdade.

 O Super Nintendo e seu famoso Mode-7

O Super Nintendo trouxe com o tempo chips especiais em seus cartuchos, os quais possibilitavam que o console realizasse alguns feitos inéditos.

Um destes chips era o Mode-7, famoso em games de corrida como Super Mario Kart e F-Zero (imagem abaixo), que possibilitava que os cenários ficassem “girando” na tela, em um movimento inédito que possibilitava que o jogador visse a pista à sua frente, do mesmo modo como ocorre hoje em dia, só que bem mais simples e sem polígonos.

F zero 3d plano
F-Zero inaugurou na década de 90 um forma de imitar o 3D girando o cenário, que era em pseudo-3D.

 O 3D poligonal da década de 90 e o futuro dos games

Também foi no saudoso Super Nintendo que tivemos os primeiros games de corrida para console em 3D poligonal. Graças ao chips Super FX, o console trazia games em 3D real.

Um deles foi o Super Stunt FX, jogo de corrida com gráficos bem simples e feios, mas muito divertido. Nele tudo, desde os menus até as pistas e carros era em 3D poligonal.

stunt fx 3d real
E o Stunt FX no SNES usou um chip especial para ser um dos primeiros games de corrida totalmente em 3D real (poligonal) para consoles de mesa.

E foi essa a tecnologia adotada até hoje, em todos os principais gêneros de games. O 3D poligonal foi sendo melhorado à cada dia, graças ao lançamento de computadores e consoles cada vez mais potentes.

Como o Super Nintendo exibia um número limitado de polígonos na tela, os games ficavam bastante quadrados. Na geração seguinte (do PS1 e Nintendo 64) já foi possível criar gráficos realistas e bastante bonitos, em games como Gran Turismo e Bettle Adventure Racing, do 64.

gran turismo 2 graficos
Gran Turismo 2 era um belo game para sua época, além de trazer mais de 700 veículos diferentes para escolher.

Foi no meio da década de 90 que os games de corrida em 3D já possibilitavam que o jogador escolhesse qual seria a melhor opção de câmera, o que inclui do interior dos veículos.

Na geração do PS2, Xbox e Gamecube, os game de corrida já traziam efeitos especiais, mais detalhes e maior número de opções, como nos games Need For Speed Underground, sucesso dos anos 2000.

Need for Speed Undreground trazia gráficos poderosos no começo dos anos 2000
Need for Speed Underground trazia gráficos poderosos no começo dos anos 2000

Já com o PS3, Xbox 360, WII e na geração atual, tudo que existia foi sendo multiplicado nos números, com resoluções que já chegam no Full HD, efeitos especiais, interiores do carros totalmente realistas, transmissão ao vivo das corridas, dezenas de opções de câmeras e muito mais.

Novo jogo da Nascar está chegando para o PS4, confira detalhes aqui

Os gráficos atuais como os de Project Cars chegam à assustar hoje dia, de tão reais.
Os gráficos atuais como os de Project Cars chegam à assustar hoje dia, de tão reais.

 E chega ao fim mais um de nossos especiais. Esperamos que tenham gostado e que não deixem de comentar, curtir e compartilhar com seus amigos!

Abraços,

Equipe ProPlayers