Os jogos piratas estragavam mesmo seu console?

O assunto sempre foi muito discutido por essas bandas, afinal, o Brasil é um dos países que mais consome produtos piratas no universo. Nos tempos de PS2 foi o auge, onde existiam verdadeiros fóruns que discutiam qual a melhor mídia a ser usada. Existiam os defensores da prensadas (feitas em grandes máquinas), outros das famosas mídias Ridata roxas, quando gravadas em baixa velocidade.

O conjunto canhão e lente é diretamente afetado por mídias de baixa qualidade

Até onde uma mídia pode danificar um leitor?

Uma coisa é certa: qualquer produto eletrônico tem um tempo de vida útil. Esse tempo vária de acordo com vários fatores, e um deles é a quantidade e repetição do uso. Como o leitor se movimenta para esquerda e direita o tempo todo, lendo diferentes “trilhas” em um CD (seja ele um DVD ou BD), quanto mais movimentos fizer, mais rápido seria seu desgaste.

Cena ainda é comum em algumas cidades, mas vem diminuindo bastante

Isso é um fato e não há discussão. Portanto a primeira questão é: mesmo o leitor trabalhando sem contato com a mídia, se ela estiver riscada, marcada, torta ou tenha sido gravada em alta velocidade, pode sim acelerar o desgaste do leitor.

Por que mídias gravadas em altas velocidades danificam o leitor?

As mídias da Ridata eram famosas no auge da pirataria do PS2. De cor roxa eram consideradas as melhores.

O motivo mais simples de se explicar é que os gravadores mais antigos, quanto mais rapidamente efetuavam as gravações, mais erros cometiam. Com erros gravados na mídia, as trilhas de gravação ficam desalinhadas e o leitor precisa repetir várias vezes as leituras para dar sequência no processamento dos dados.

Mídias gravadas eram melhores que as prensadas?

Dificilmente. O processo de fabricação das mídias prensadas (como eram chamadas aqueles games gravados em grandes prensas, daí o nome) era precário e sem nenhum controle de qualidade. A prensa juntava o disco plástico com uma fina camada que continha a “imagem” do conteúdo original, colando as duas partes.

mídias

Pouco tempo depois bolhas apareciam, até que o descolamento dividia o jogo em dois. As bolhas e a má qualidade do material usado fazia o leitor trabalhar mais, acelerando ainda mais o desgaste.

Por tal motivo, uma mídia gravada era supostamente melhor que uma prensada, desde que é claro fosse respeitada a velocidade de gravação e que os equipamentos usados fossem de qualidade. Uma mídia de baixa qualidade só aceita gravação em velocidades acima de 4X (caso de DVDs) e também acabam descascando com o tempo.

mídias prensadas para ps2

Os jogos piratas para PS2

Citei muito o caso do PS2 nesse especial por ter se tratado do último videogame que era realmente facilmente pirateado. Diversos modchips surgiram destravando o aparelho, desde seu primeiro modelo até o mais atual que ainda é vendido. A Sony como resposta parece ter colocado conjuntos de leitora+canhão enfraquecidos nos modelos Slim do console.

ultimo ps2 lancado

É fácil observar isso pelo grande número de usuário que usavam mídias piratas e que precisavam logo trocar suas leitoras. Com uma lente menos sensível a luz, uma mídia transparente (que era o casado de jogos prensados), praticamente impossibilitavam a leitura. Foi uma forma mecânica de frear o uso de mídias piratas no console. Deu certo? Claro que não, pois os pirateiros passaram a rodar games de discos rígidos USB e Pen Drives, sem precisar usar a leitora.

Hoje em dia

Sei muito bem que a pirataria ainda persiste, mas sem dúvidas o ritmo alucinado da década passada diminuiu. Vender filmes e jogos piratas tornou-se prática costumeira em qualquer lugar – até panificadoras vendiam games de PS2 piratas por aqui. De uma certa maneira a oferta e a procura parecem ter dado um tempo, e o brasileiro passou a dar mais valor as coisas que adquire.

mídias piratas ps3

Já escrevi sobre o valor que as coisas piratas possuem: paga-se pouco por elas, mas aproveitasse muito pouco. E digo isso não apenas porque as mídias ruins inutilizavam o game, mas por poder comprar dezenas de jogos, nenhum era aproveitado da maneira devida.

Se for comprar algo, pague o valor justo por ele. Se não puder pagar os 200 reais no lançamento, porque não aguardar um tempo: geralmente em menos de 6 meses o jogo cai para menos de 100 reais. Com certeza com menos jogos o aproveitamento será muito superior.

Se esse conteúdo foi útil para você pedimos que curta nossa fan page no facebook para posts e notícias diárias sobre games do passado, presente e futuro.